30/01/11

Onde pára o central?

Esta será a dúvida mais presente no pensamento dos adeptos da Briosa, perante a iminência do fecho do mercado de transferências, dia 31 (amanhã) pelas 24 horas.

Pelo menos a avaliar pelos resultados da nossa recente sondagem, a conclusão é clara: uns esmagadores 64% dos votantes considera  a contratação de um defesa-central fundamental.

Mas não só. Aproximadamente 40% dos votantes (já que havia a possibilidade de escolha múltipla), também consideram as posições de lateral-direito e ponta-de-lança como carentes de um reforço.

Já em menor número são as pessoas que consideram ser necessário um médio-ofensivo. Cerca de 17 votantes.


Guarda-Redes
  1 (1%)
Defesa-Lateral Esquerdo
  5 (8%)
Defesa-Central
  40 (64%)
Defesa-Lateral Direito
  25 (40%)
Médio-Defensivo
  8 (12%)
Médio-Centro
  7 (11%)
Médio-Ofensivo
  17 (27%)
Extremo-Esquerdo
  3 (4%)
Extremo-Direito
  2 (3%)
Ponta-de-Lança
  23 (37%)


Votos apurados: 62
Sondagem fechada 

Numa nota pessoal, devo dizer que concordo integralmente com as tendências aqui reflectidas. Aliás, aqui neste blog a necessidade de um defesa-central tem sido reiterada até quase à exaustão.
Gostaria também de agradecer a boa afluência de briosos a esta votação. Sem a participação dos adeptos este blog não faz sentido.

Esperemos pois, pouco convictos, pelo dia de amanhã.

2 comentários:

pmalmeyda disse...

Também concordo absolutamente com o resultado da votações. A falta de um central de qualidade para ajudar Berger no centro da defesa é uma carência que se nota e se acentua de jogo para jogo. Pena os nossos dirigentes terem deixado passar oportunidades como o André Micael e o R.Rocha...

Claro que a janela de transferências ainda está aberta, embora já não acredite que o plantel sofra alterações (foi o próprio treinador quem o afirmou).

Boa ideia seria começar já a sondar alguns bons jogadores de outras equipas que terminam contrato no final da época...

Saudações Académicas

Miguel disse...

Gostava de ver o Abdoulaye(que ta emprestado pelo FCP) na Académica.

aBRAÇOS